AMBIENTES


A Pousada oferece uma estrutura completa para seus hóspedes: desde espaços para convívio como a sala de estar, até um restaurante com cardápio elaborado por um chef.

Na área externa destacamos o Fireplace, uma lareira ao ar livre para curtir degustando um bom vinho acompanhado de uma tábua de queijos. Para os mais friorentos também temos a lareira tradicional em nossa sala principal. A pousada é toda abastecida pela nossa fonte de água mineral.

Estrutura Completa Para os Hóspedes

Um espaço incrível com muitas opções para você!

Lazer e Atividades

A Fazenda Barthô é produtora de café. Nossos hóspedes podem apreciar a exuberante florada no mês de Setembro, e a colheita e secagem no terreirão, nos meses de Maio a Agosto. Além disso, oferecemos diversas outras atrações:

Três trilhas para caminhada, Lago com patos, Pescaria, Fazendinha com animais e aves exóticas, Campinho de futebol gramado, Beach Tenis, Bicicletas, Brinquedoteca e outros.

Visitas Guiadas exclusiva dos hospedes:
Tour no cafezal / Museu do Café / Museu dos Engenhos e Moendas / Casa do Pioneiro / Vinhedo de uvas Syrah.

A região está sendo chamada de "Toscana Brasileira" pela fabricação de Queijos , Azeites e Vinhos de qualidade. Muitos visitantes da Vinícola Guaspari aproveitam a viajem para conhecer outras vinícolas que estão surgindo na região, produzindo Syrahs surpreendentes.. Algumas permitem visitação sem custo.

Restaurante e Bar

Nossas diárias são com refeições inclusas: Café da manhã, almoço, cafezinho com bolo a tarde, e jantar. Nossa região está produzindo excelentes vinhos com o processo da dupla poda ou poda invertida, onde a colheita é feita no inverno.

Nossa carta de vinhos contempla várias vinícolas da região que adotaram esse processo.

Vinhedo

Plantamos nosso vinhedo de uvas Syrah em Outubro de 2019, inicialmente com 1.500 mudas na altitude de 980 metros. Em julho de 2022 iremos colher nossa primeira safra para a elaboração do vinho Famiglia Bartho.

Cafezal

Nossa fazenda produz café há mais de 100 anos. Atualmente produzimos café 100% arábica do tipo Mundo Novo e Icatu amarelo que são exportados para a Alemanha. Reservamos algumas sacas para serem consumidas na pousada.

Tour do Café: Visita guiada ao cafezal, terreirão, tulha e as maquinas que beneficiam o café, incluso nas diárias.

Museus

Temos 3 museus em nossa propriedade onde oferecemos visitas guiadas aos hospedes feitas pela matriarca da família D. Marly Bartholomei que é historiadora e escreveu o livro Romance de Pinhal que conta a história da formação da cidade de Espírito Santo do Pinhal.

Eventos

A Pousada também é um espaço para a realização de eventos corporativos.

A FAZENDA BARTHÔ


Por outo lado em 1889 chegaram na região os imigrantes italianos que vieram para trabalhar na lavoura do café, sendo um deles: Antônio Bartholomei que em pouco tempo de trabalho na lavoura, montou uma venda na própria fazenda que trabalhava. Com espírito empreendedor foi comprando terras e formando diversas fazendas, sendo uma delas, a que permanece até hoje como sede da pousada.

Seu filho Alberto Bartholomei, cujo apelido era Barthô, casou-se com Aurora de Souza Brito, bisneta de Romualdo, onde originou a segunda geração dos Bartholomei aqui no Brasil.

A família Bartholomei está na sétima geração, e dois de seus descendentes estão hoje administrando a POUSADA FAMIGLIA BARTHÔ.

ESPÍRITO SANTO DO PINHAL


O fundador de Pinhal, Romualdo de Souza Brito, morava na Fazenda Boa Esperança, vizinha a Fazenda do Pinhal. Seu proprietário José Justino de Toledo, endividado, acabou vendendo as terras para Romualdo que logo começou a derrubada dos altos pinheiros que cobriam o lugar (onde um dia seria o Largo da Matriz) para fazer uma plantação de milho.

Ouvindo o barulho da derrubada os vizinhos conflitantes acorreram enfurecidos, vindo armados de foices e facões, e deram tiros de trabucos para intimidar a turma de Romualdo. Era uma situação delicada, pois essas terras havia vários donos com demandas judiciais que se arrastavam por anos. Difícil solução.

Dizem então que ele teve uma divina inspiração. Espírito altamente religioso que era, decidiu que a melhor solução não seria ficar a terra para ninguém. Naquele exato lugar de brigas e demandas seria construído um templo abençoado pelo Divino Espírito Santo.

No dia 27 de Dezembro de 1849, passou a escritura de doação em São João da Boa Vista. Seriam 40 alqueires para o patrimônio da capela. Ficou o local chamado de “Espírito Santo do Pinhal”. “Pinhal”: por ser o lugar coberto por frondosos pinheiros da região. “Espírito Santo”: para que Ele abençoando aquela terra, a protegesse contra brigas e discórdias.

Romualdo de Souza Brito teve 14 filhos com a primeira mulher, e mais 12 filhos em segundas núpcias, os quais por já serem adultos na época da fundação da cidade, muito contribuíram com a formação da mesma.